Top

Febre Amarela

Clínica de Vacinação / Febre Amarela

O que é Febre amarela?

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus e transmitida por mosquitos. A infecção pode ser categorizada de duas formas: urbana, quando é transmitida pelo Aedes aegypti; ou silvestre, quando transmitida pelo Haemagogus e Sabethe.

 

Veja também:

 

A doença é considerada aguda e hemorrágica e recebe este nome, pois causa amarelidão do corpo (icterícia) e hemorragia em diversos graus. O vírus é tropical e mais comum na América do Sul e na África. Apesar de ser considerado um vírus perigoso, a maioria das pessoas não apresentam sintoma e evoluem para a cura.

A doença pertence à classificação das arboviroses, tendo várias diferenças entre a dengue e ao Zika vírus, apesar de pertencerem à família dos Flavivírus.

Causas

A febre amarela costuma ser transmitida por mosquitos, principalmente o Aedes aegypti (em áreas urbanas) e o Haemagogus (em áreas rurais). O mosquito é infectado ao picar uma pessoa ou animais com a doença e então desenvolve a doença e passa a transmiti-la para quem ele picar.

Existem dois ciclos da febre amarela:

Febre amarela silvestre: em que mosquitos destas regiões se infectam picando primatas com a doença e podem transmitir a um humano que visite este habitat

Febre amarela urbana: em que um humano infectado anteriormente pela febre amarela silvestre a transmite para mosquitos urbanos, como o Aedes aegypti, que a espalham.

É importante alertar que em ambos os casos a doença é a mesma, a diferenciação do ciclo de transmissão apenas ajuda nas estratégias para evitar a disseminação da febre amarela.

A pessoa permanece em estado de viremia, ou seja, capaz de transmitir o vírus para mosquitos, por até 7 dias após ter sido picada.

Normalmente o vírus causa sintomas em pessoas que nunca tiveram a doença ou que nunca tomaram a vacina contra febre amarela.

Fatores de risco

Pessoas que nunca entraram em contato com a febre amarela ou nunca se vacinaram contra ela correm o risco de contrair a doença ao viajarem para locais em que a doença é ativa, mesmo que não haja casos recentes reportados nestas regiões.

O risco é maior para as pessoas com mais de 60 anos de idade e qualquer pessoa com imunodeficiência grave devido a HIV/AIDS.

Sintomas de Febre amarela

Muitas pessoas que contraem a febre amarela não apresentam sintomas. No entanto, quando os apresentam, os mais comuns são:

  • Febre;
  • Dores musculares em todo o corpo, principalmente nas costas;
  • Dor de cabeça;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e vômito;
  • Olhos, face ou língua avermelhada;
  • Fotofobia;
  • Fadiga e fraqueza.

Os sintomas nesta fase aguda da doença costumam durar entre três e quatro dias e, em seguida, passam sozinhos.

No entanto, uma pequena porcentagem de pessoas pode desenvolver sintomas mais graves. Isso acontece cerca de 24 horas após a recuperação dos sintomas mais simples. Nesta fase, chamada de tóxica, o vírus pode atingir diversos órgãos e sistemas, mas, principalmente, o fígado e rins. As manifestações dessa fase são:

  • Retorno da febre alta;
  • Icterícia, devido ao dano que o vírus causa no fígado;
  • Urina escura;
  • Dores abdominais;
  • Sangramentos na boca, nariz, olhos ou estômago.

Em casos mais graves, o paciente pode apresentar delírios, convulsões, bem como entrar em coma.

De acordo com o dano causado no organismo, esta fase da febre amarela pode levar à morte no intervalo entre sete e dez dias. Por isso, pessoas que são diagnosticadas com febre amarela devem estar atentas ao aparecimento dos sintomas iniciais. Além de observar se os sintomas mais graves se manifestarem, para busca de ajuda médica.

Os sintomas da febre amarela podem ser confundidos com malária, leptospirose, hepatite viral e dengue hemorrágica. Já os sinais de dengue comum também se assemelham, apesar de serem um pouco mais leves.

A vacinação preventiva é a principal maneira de prevenção da doença.

Agende sua Consulta