Top

Vacina Combinada Hepatites A e B

Clínica de Vacinação / Vacina Combinada Hepatites A e B

O que previne: Infecções do fígado (hepatites) causadas pelos vírus das hepatites A e B.

Do que é feita a vacina combinada das hepatites A e B

Trata-se de vacina inativada, portanto, não tem como causar a doença.

É composta do vírus inativado (morto) da hepatite A e da proteína de superfície do vírus da hepatite B. Além disso, possui em sua composição: sais de alumínio, formaldeído, sulfato de neomicina, fenoxietanol, polissorbato 20, cloreto de sódio e água para injeção.

 

Veja também:

Indicação

Crianças a partir dos 12 meses, bem como adolescentes e adultos.

É uma boa opção para pessoas que não foram vacinadas contra as hepatites A e B.

Contraindicação

  • Pessoas que apresentaram anafilaxia provocada por qualquer componente da vacina ou então por dose anterior;
  • Pessoas que desenvolveram púrpura trombocitopênica após dose anterior de vacina com antígenos do vírus da hepatite B.

Esquemas de doses

Para crianças e adolescentes a partir de 1 ano e menores de 16: duas doses com intervalo de seis meses.

Para adolescentes a partir dos 16 anos, adultos e idosos: três doses. Assim, a segunda deve ser aplicada um mês após a primeira, e a terceira, portanto, cinco meses após a segunda.

Pessoas com indicação de dose dobrada da vacina hepatite B ou então esquema de quatro doses, devem receber complementação com a vacina hepatite B.

Via de aplicação

Intramuscular profunda.

Cuidados antes, durante e após a vacinação

Não são necessários cuidados especiais antes da vacinação.

Contudo, em caso de febre, deve-se adiar a vacinação até que ocorra a melhora.

Compressas frias aliviam a reação no local da aplicação.

Qualquer sintoma grave e/ou inesperado após a vacinação deve, de fato, ser notificado ao serviço que a realizou.

Além disso, sintomas de eventos adversos graves ou persistentes, que se prolongam por mais de 24 a 72 horas (dependendo do sintoma), sem dúvida devem ser investigados para verificação de outras causas.

Efeitos e eventos adversos

Reações no local da aplicação como, por exemplo, vermelhidão e inchaço por mais de 24 horas e dor intensa, foram relatados por 1,5% dos vacinados. Além disso, eventos gerais como febre, dor de cabeça, mal-estar, cansaço, náusea e vômito ocorrem com 0,3% a 10% dos vacinados. Não há relato de eventos adversos graves, mas podemos esperar o mesmo risco que existe para as vacinas isoladas hepatite A e hepatite B.

Agende sua Consulta